sábado, 2 de julho de 2011

RTP e Estaleiro de Viana do Castelo

As decisões tomadas futuramente pelo governo de Passos Coelho em relação à privatização ou não da RTP e reestruturação ou não dos Estaleiros de Viana do Castelo serão decisivas para mostrar a sua atitude perante a despesa do Estado.
RTP: em 2011 o Estado deverá pagar cerca de 120 milhões de euros em compensações indemnizatórias a que se deve somar o valor pago pelos contribuintes através da taxa audiovisual (devemos recordar que o anterior governo aumentou esta taxa cerca de 30%).
Estaleiros de Viana do Castelo: empresa pública que acumula resultados negativos (em 2010 resultado líquido negativo de cerca de 40 milhões de euros) com capitais próprios negativos de mais de 70 milhões de euros.
A questão que se coloca é a seguinte: como é possível pensar em manter estas situações sem qualquer tipo de actuação (reestruturação, privatização) e, em simultâneo "sacar" aos contribuintes um imposto extraordinário de 50% do subsídio de Natal (50% sobre a diferença para o valor do salário mínimo nacional)?
O que é um facto é que não podemos ter sol na eira e chuva no nabal...se não queremos ser continuamente assaltados pelo Estado (como tem acontecido)!

Sem comentários:

Publicar um comentário